Bem Vindo ao Portal dos Carpistas de Abrantes

Faça o seu Login ou Registo aqui!

Após isso toda a publicidade será excluída automaticamente.


Factores Externos no CarpFishing

Ir em baixo

Factores Externos no CarpFishing

Mensagem por Fábio Aperta em Seg Maio 28, 2012 10:56 pm

Direcção do Vento


A direcção do vento
têm um impacto directo no hábitos de alimentação da Carpa. Os
pescadores sabem que os nutrientes na água mudam de direcção conforme o
vento á superfície. A Carpa normalmente segue esses alimentos já que
estas conseguem cheirar as pequenas partículas na água. As Carpas têm um
sistema olfactório muito sensível, que permite as estas ter a percepção
de qualquer substancia dissolvida na água e determinar se esta é ou não
um bom alimento. Para além do mais, o alinhamento da boca da carpa
contem células quimicamente sensíveis que permitem determinar se a
comida é boa ou má. Com a água a bater na margem direccionada pelo
vento, a corrente inferior levanta a comida do fundo, atraindo o peixe.
Quando a comida começa a ser escassa, a Carpa tem tendência a afastar-se
da margem e a andar mais dispersa de modo a procurar alimento. Uma
mudança de vento para uma nova direcção vai encorajar o peixe a mover-se
para a margem uma vez mais.

Também muitos pescadores sugerem
que o vento sopra na linha enviando vibrações atraindo o peixe para o
isco. Tal não é uma certeza de sucesso de pesca, pois também há quem
diga que pode ter o efeito adverso.



Mudanças de Pressão de Ar



Diversos estudos já
foram feitos de modo a verificar se a pressão barométrica tem algum
efeito nas Carpas. Verificou-se que quando o barómetro baixa, a Carpa
tem tendência a movimentar-se menos e começa a alimentar-se de materiais
mortos. Quando este aumenta, a Carpa torna-se mais activa e alimenta-se
de coisas vivas.


Tempo


Hoje em dia quase
todos os pescadores sabem que o tempo afecta a pesca. Más condições
atmosféricas, chuva e nuvens, aumenta a probabilidade de apanhar Carpas.
Chuva aquando tempo quente reduz a temperatura da agua e aumenta os
níveis de oxigénio. Renovando assim a água e fazendo com que a Carpa
seja mais sensível aos cheiros dos iscos. O tempo frio tem um efeito
adverso deste. A Carpa torna-se menos excitada e mais difícil de
apanhar. Em água clara, e condições de céu limpo e sol, a capacidade de
visão da Carpa é excelente, dependendo claro está da profundidade.
Condições de nubilidade ou chuva tem um efeito adverso e desejado.


Nível de Oxigenação


A Carpa pode
sobreviver em águas de baixo nível de oxigenação (0.3-0.5 mg/l), lagos
estagnantes, canais e mesmo rios com altos níveis de poluição
industrial, toxinas e lixos. As Carpas são capazes de absorver grandes
quantidades de mercúrio, PCB e outros metais pesados. Em ambientes de
água ricos em oxigénio a Carpa pode atingir excelentes níveis de
crescimento, fazendo com que estas se alimentem com maior frequência e
voracidade.


Temperatura da Água


Mudanças na
temperatura da água alteram os hábitos de alimentação da Carpa. Aumentos
de temperatura pode reduzir significativamente o numero de capturas,
mas onde a temperatura se mantém quente por longos períodos os padrões
de alimentação tendem a voltar ao normal. Muitas vezes uma alteração no
tipo de isco pode ajudar. Normalmente Boilies feitos com menos proteínas
e mais hidratos de carbono parecem funcionar melhor. Também iscos mais
pequenos e mais moles parece ter uma melhor resposta.

Anteriormente
pensava-se que as Carpas não podiam ser apanhadas em águas com
temperaturas superiores a 22ºC e inferiores a 15ºC. No entanto estudos
indicam que estas podem sobreviver dentro de um bloco de gelo com apenas
uma pequena quantidade de água no centro. Estas podem fazer isto devido
á sua capacidade de modificar as suas propriedades musculares e a
performance nadadora após semanas de adaptação á temperatura. Nos messes
frios de inverno, a Carpa normalmente anda perto do fundo e dos
fundões. O ideal para fazer Carpfishing no inverno é pescar nas horas de
maior calor ou em dias em que a temperatura esteja mais alta. Os
períodos de alimentação serão mais curtos e menos intensos que nos
messes mais quentes. Á que perceber que o peixe é muito mais selectivo
de onde e de que se alimentará no decorrer do inverno.


Reprodução


Alterações
na temperatura da água tem influência nos hábitos de reprodução da
Carpa. A Carpa reproduz-se na primavera e inicio do verão, quando a
temperatura da água ronda os 16-19ºC, podendo ser no decorrer de vários
dias. O crescimento dos embriões e respectivos alevins é extremamente
rápido em águas quentes, oxigenadas e ricas em comida. Estas podem
chegar a ter 0.9kg num só ano. Estas continuam a crescer a esse ritmo,
mas não em aguas que são muito frias (inferior a 10ºC), sendo a
temperatura ideal de crescimento entre os 19 e os 27ºC.


By Nelson Oliveira (arcolourocarpfishing@zoomshare.com)

Fábio Aperta
Administrador

Mensagens : 33
Pontos : 65
Reputação : 4
Data de inscrição : 28/05/2012
Idade : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum